As Leis do Amor

A partir de agora irei postar também uns textos que escrevo/já escrevi quando alguma inspiração divinamente paira sobre mim e incorporo Chico Xavier, escrevendo páginas e páginas por horas e horas.

O texto logo abaixo foi escrito por mim há uns 3 anos, acredito. Mas não sei porque, gosto dele e sempre que chega o dia dos namorados eu o posto em algum lugar, seja o blog ou no orkut.

Aqui vai ele, espero que gostem!

I. Fica decretado que todos aqueles que tentarem decifrar o amor estarão condenados à tarefa mais difícil de suas vidas, pois quem, até hoje, cumpriu tal função com 100% de êxito?
II. Será abolida a palavra “amor” do dicionário, pois o amor não é algo que se define, mas algo que se vive e sente.
III. Todos aqueles que tentarem banalizar o amor serão condenados à morte. Não pela sociedade, mas por si próprios, já que diminuem o verdadeiro valor do sentimento que rege o mundo.
IV. Fica decretado que o amor, a partir de agora, não causará guerras. O homem deve aprender que o amor, seja ele de qualquer espécie, não deve ser associado a algo tão infame, doloroso e sanguinário.
V. Aqueles que acreditam na máxima: “Quem ama perdoa”, têm o dever pessoal de realmente perdoarem aqueles que amam. Serão condenados os hipócritas que dizem perdoar, mas na verdade só esperam o melhor momento para vomitar dores e ressentimentos. Estes são os piores, visto que tocam em feridas que antes pensávamos estar cicatrizadas e com isso nos machucam. Mais dolorosa que um tapa, a dor transcende o físico para nos atingir diretamente no peito.
VI. A partir de hoje serão abolidas todas as amarras do amor. O homem deve entender que a individualidade de cada um deve ser preservada. O amor não é uma subtração e sim uma soma.
VII. Serão condenadas as chantagens emocionais. Todo aquele que ainda se utilizar deste artifício para se manter preso a alguém que não o quer precisará reaprender, por bem ou por mal, que o amor próprio vem antes do amor ao próximo.
VIII. Fica decretado que o amor das crianças não será rebaixado a uma condição inferior à dos adultos. O fato dos mais velhos terem uma visão diferente do amor não significa que a forma delas expressarem afeto é menos qualificada que a deles. Todos têm visões e formas diferentes de expressarem seus sentimentos.
IX. O amor na terceira idade, a partir de agora, será admirado por seu exemplo de companheirismo e solidez. Não será admitido o pensamento antiquado de que o amor dos mais velhos é “estranho”, algo fora do comum, ou uma tentativa de se passarem por jovens. Todos, em qualquer idade, têm o direito de amar da forma que lhe convier, sem pressões e julgamentos da sociedade que nos envolve.
X. Fica decretado que todos, após lerem todas as leis, têm o dever de queimá-las a fim de que, num futuro próximo, tais leis estejam, não no papel, mas no coração, na mente e nas atitudes de cada um, que saberá e viverá verdadeiramente o amor em todos os seus aspectos.

E aí? O que achou?

——————— UPDATE ——————–

Eu juro que não sabia, mas eis que procurando alguma imagem pro post… olha o que encontro: Um livro chamado “Leis do Amor” escrito por…. Chico Chavier!!! Juro que paro de falar no nome dele!

2 Responses to “As Leis do Amor”


  1. 1 R. Paschoal 10/06/2009 às 10:58

    Muita pessoas, por estarem solteiras, ficam meio entristecidas com a proximidade do dia dos namorados. Uma bobagem, pois deveriam é estar se emperequetando mais, saindo para verem e serem vistas! Não há nada melhor do que, quase sem querer, encontrar alguém que também queira colocar e em prática tais leis…

    Grande abraço!

    R.

  2. 2 Lílian 12/06/2009 às 00:13

    Amei…


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s





%d blogueiros gostam disto: